Artista discute consumo desordenado com pinturas em resíduos

Usar lixo como latas de refrigerante e copos plásticos e transformá-los em arte tem sido uma opção frequente nos trabalhos de diversos artistas. Vê-se que a sustentabilidade tem feito parte do cotidiano das artes plásticas, mas a diferença entre os projetos comuns e o White Trash é a base teórica sobre a qual a artista Kim Alsbrooks sustenta seu trabalho.

Para além do pensamento ambiental, de reutilizar e reciclar o lixo, ela faz a justaposição de retratos com perspectiva histórica de museus (séc. XVII e XVIII) e os pinta a óleo sobre latas de cerveja e embalagens de fast food. A intenção é discutir as diferenças de classe e criar uma obra crítica e política sobre o consumo desordenado e sob a percepção classista de uma alta cultura erudita. Veja as imagens.

Imagens: Reprodução

Velas de barcos são transformadas em bolsas, malas e mochilas

Centenas de metros de tecidos de velas usadas em barcos, veleiros e outros transportes náuticos costumam ser jogados no lixo antes de terem todo o potencial explorado. O problema é que o tecido resistente demora para se auto degradar ao mesmo tempo que poderia ter outras utilidades ao serem reciclados.

Foi com o pensamento sustentável que os irmãos argentinos Marcos e Paz Mafia fundaram, no ano passado, a Mafia Bags. O empreendimento reutiliza velas que já não servem para o uso náutico e as transformam em bolsas, malas, mochilas e carteiras.

mafia3

Por meio de um trabalho 100% artesanal, as velas são recolhidas, lavadas, classificadas por cores e cortadas a mão, resultando em produtos resistentes, de design único e moderno.

Além da Argentina, as peças são comercializadas no Uruguai, no Chile e no Brasil.

Via Natura Ekos
www.josemiguelmartinez.es via Compfight cc

Projeto Arrastão confecciona sapatilhas com material reciclado

Formado por um grupo de voluntárias em 1968, o Projeto Arrastão é uma organização sem fins lucrativos que trabalha o desenvolvimento comunitário por meio de ações de promoção social, educacional e cultural no bairro do Campo Limpo, em São Paulo.

Dentro das atividades da ONG, uma delas pratica o pensamento da reciclagem e produz artigos a preços acessíveis. São as sapatilhas criadas com o reaproveitamento de materiais que seriam descartados.

Para produzir as sapatilhas, mulheres do bairro foram capacitadas pela estilista Paula Raia. Esses calçados são feitos de lonas de caminhões, retalhos de chitas e solados feitos com borracha de pneu de avião e geram renda aos trabalhadores. Os modelos saem por R$ 30 cada.

Imagem: Reprodução

MOSTRA DE DESIGN COM MATERIAIS ECO E SUSTENTÁVEIS EM SP

Entre os dias 15 e 18 de agosto, a loja Japonique vai abrigar uma mostra de design com materiais eco e sustentáveis. Na mostra, o estúdio A Casa Torta – que é apoiado pelo Projeto Contem – vai apresentar uma série de produtos criados usando os princípios de reutilização, upcycling e reciclagem.

A ideia é demonstrar como é possível fomentar o mercado com práticas sustentáveis e formar uma economia crescente e saudável que gere oportunidade para muitos mantendo os recursos naturais preservados para futuras gerações.

Durante a Mostra, os designers Claudio Magalhães e Gabriel Del Corso vão estar por lá a partir das 16h para tirar dúvidas e conversar sobre os pilates da sustentabilidade e as cadeias de produção.

As coleções Jardim Expresso e A2, da linha Estufa, estarão a venda no mesmo período na feira MADE – Mercado de Arte e Design.

[imagebrowser id=98]

MOSTRA DE DESIGN COM MATERIAIS ECO E SUSTENTÁVEIS

Quando: de quinta, 15/08, a domingo, 18/08.
Onde: LOJA JAPONIQUE | R. Girassol, 175, Vila Madalena
TEL. (11) 3034 – 0253
Entrada Gratuita

Imagem: …anna christina… via Compfight cc

Luminárias inovadoras e coloridas de garrafa PET

A designer britânica Sarah Turner é obcecada pela coleta e reutilização criativa de garrafas de plástico e resíduos. Foi a partir dessa “paixão”que ela começou a fazer experimentos com garrafas PET e a desenhar luminárias modernas, inovadoras e conceituais.

Para os produtos, ela recolhe o resíduo localmente em cafés e casas de famílias. Estas garrafas são limpas a jato de areia para que o plástico se transforme em opaco. As garrafas são então tingidas com cores vibrantes.

As luminárias de Sarah foram exibidas em mostras de prestígio em Londres, Milão, Paris e Los Angeles.

[imagebrowser id=95]

Imagem: Reprodução

Mesa repaginada com fita adesiva colorida

Quer dar um colorido e uma repaginada em uma mesa que já está com carinha de velha ou que algum amigo pretende jogar fora? O upcycling de móveis funciona tão bem quanto o de roupas e revitalizar um objeto pode ser muito mais tranquilo do que aparenta.

A solução é bem simples: Basta fazer linhas de diversas cores com fita adesiva colorida. Além de cobrir as imperfeições e defeitos da mesa, você cria um móvel alegre para decorar sua casa. Uma outra opção que pode ficar bem interessante é usar papel contact com estampas.

diy-mesinha-colorida

Fonte: Mr. Fly
Imagem: Reprodução

Peças de relógios antigos viram esculturas de pessoas e animais

Sempre pensando em criar obras com o conceito de reciclagem e upcycling, a norte-americana Susan Beatrice fez uma série de esculturas de animais e figuras humanas com peças de relógios antigos. Todos os trabalhos da artista têm conexão com o meio ambiente e celebram a natureza.

[imagebrowser id=91]

Fonte: Colossal

Empresa produz móveis infantis a partir de tubos ​​de papelão reciclado

Eco Seatz é uma nova empresa no Reino Unido que produz mobiliário moderno e artesanal a partir de materiais ecológicos. Os projetos são criados em cima de materiais como tubos ​​de papelão feitos de papel reciclado, madeira certificada e lã 85% natural.

Com a visão de que é importante cuidar do futuro das crianças, a marca apresenta soluções ecológicas para produtos que os pequenos usam. O ethos é focado na sustentabilidade e reciclagem, por isso as cadeiras e mesas são reutilizáveis.

Fonte: Inhabitat
Imagem: Divulgação

Prateleiras de baldes de tinta

Grande parte dos resíduos de obras não é corretamente aproveitado. Madeiras desperdiçadas, baldes de tinta, alumínio e por aí vai. No final das contas, muitos desses materiais poderiam virar peças interessantes e funcionais, mas vão para o lixo. Veja como criar prateleiras divertidas e coloridas.

Material

Baldes de tinta
Serra
Tinta
Parafusos
Pedaço de Madeira

Como fazer

Primeiro, limpe e remova o rótulo do balde, depois corte a parte superior com a serra. Quando os furos estiverem feitos é só fixar na parede e guardar objetos como bichos de pelúcia, CDs e até mesmo os brinquedos das crianças. Apenas evite colocar objetos muito pesados, para não danificar.

Fonte: Natura Ekos

Imagem: Divulgação

Agulheiro de garrafa PET

Não sabe o que fazer com a embalagem de amaciante e garrafas PET? Uma boa ideia de reciclagem é transformar os produtos em um agulheiro. Ótimo para presentear, além de ficar naturalmente perfumado. Faça as almofadinhas, usando o molde abaixo, com enchimento e colou viés com cola branca ao redor. Veja como fazer.

mo

Publicado em Lanna Pimentel